quinta-feira, 21 de maio de 2015

A vara

Quando a gente descobre que o ator Matthew Lewis, que fez o personagem Neville Longbottom na série Harry Potter mudou de


para


fica muito mais fácil acreditar em magia e no poder de uma varinha de condão.

domingo, 17 de maio de 2015

Mad Max: Estrada da Fúria

A história de heróis anônimos que libertam um povo de um tirano opressor já foi contada milhares de vezes. Nesta volta da franquia Mad Max, trinta anos depois do último filme, a história é recontada em ritmo vertiginoso, alta octanagem, efeitos especiais de encher a tela, muita testosterona, violência à enésima potência, muita poeira, ritmo frenético - tudo isso junto e misturado e servido com dois ovos fritos em cima.

A experiência proporcionada pelo diretor George Miller pode ser comparada a uma viagem lisérgica por uma montanha russa descontrolada em alta velocidade ligada em loop infinito. Só para os de coração forte.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

O pequeno príncipe


Estou impressionado com a beleza do Maurício Destri e com o talento com que ele está conduzindo seu primeiro papel de destaque como protagonista de uma novela. Lembro-me dele fazendo o principezinho rebelde em Cordel Encantado e, de lá pra cá, ele simplesmente desabrochou.

Não estou acompanhando I Love Paraisópolis religiosamente mas o pouco que vi me surpreendeu positivamente. Se conseguirem baixar uns dois tons da Letícia Spiller a novela tem tudo para ser um grande sucesso.  

É a glória!

Em tempos em que todo mundo resolveu meter a colher no beijo entre Fernanda Montenegro e Natália ThimbergGlória Menezes, de 81 anos, afirma sem titubear: "se eu tivesse que beijar outra mulher em cena, eu beijaria". Que Ziraldo e Bibi Ferreira a escutem e morram de vergonha!

Glória está estreando nesta semana a nova montagem da peça Ensina-me a Viver, que ela já havia protagonizado há alguns anos. Se você ainda não conhece a história e não viu o filme de 1971 (com a incrível Ruth Gordon no papel que agora é reprisado por Glória), corre lá porque todo mundo tem que ver este filme pelo menos três vezes antes de morrer.

terça-feira, 12 de maio de 2015

O gato que ri


Eu tenho uma certa resistência a tudo relativo à religião, e consequentemente não nutro nenhum sentimento especial por padres, cardeais ou bispos - e sinto até mesmo uma certa aversão por padres metidos a pop. Mas não tem como não admirar o senso de humor aguçado e inspirado do padre Fábio de Melo destilado através das mensagens curtas do Twitter. Veja aqui e aqui. Já começo a achar que ele seria boa companhia em momentos de descontração.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Ciência de araque

Tem coisa mais chata do que estes artigos de ciência de araque que alguém publica em algum veículo obscuro e que fica todo mundo repostando à exaustão nas redes sociais? A última é espalhar que a barba de um homem pode ser mais suja do que uma privada. Balela! Tudo que não se limpa fica sujo, e até algumas bocas podem ser mais sujas que uma fossa. Mas os homens que eu vejo e que decidiram adotar o estilo lumbersexual têm barbas muito bem cuidadas e bocas muito beijáveis.

Já não posso dizer o mesmo da cabeleira de algumas mulheres que eu conheço. Vixe! Algumas parecem conter verdadeiros ecossistemas que dariam um extenso tratado de biologia.

Kiss me

O Ed Sheeran passou pelo Brasil na semana passada e arrancou suspiros de fãs de todas as idades. Mas foi ontem, ao vivo na TV americana, que ele causou a maior comoção ao tascar um beijão na boca do ator Brent Morin. E eu que já era fã de carteirinha dele antes disso...


quarta-feira, 6 de maio de 2015

Homens de programa

Muito interessante e esclarecedora esta reportagem publicada hoje no UOL sobre garotos de programa que gostam do que fazem. Não é todo mundo que consegue aliar prazer ao trabalho.

Embora muita gente possa franzir a sobrancelha para esta afirmação, ter talento para o sexo deveria ser tão valorizado quanto ter talento para pintar, desenhar, cantar ou representar. Aliar técnica e aptidão a um talento natural é o segredo do sucesso em qualquer segmento.

Acho interessante conhecer um pouco mais sobre os meandros do mercado do sexo. Sempre que houver demanda haverá oferta, e o ser humano normal nunca deixará de demandar sexo - pago ou não.

Espero que breve possamos ler uma reportagem sobre o outro lado da moeda. Seria interessante conhecer um pouco mais sobre os clientes que costumam comprar sexo e descobrir que eles são gente tão comum quanto eu ou você.